Maio Amarelo termina com blitz educativa no centro de Rio do Sul

Campanha chega ao 10º ano de divulgação, buscando a redução de acidentes e mortes no trânsito

0
1337
Google search engine

O Maio Amarelo, uma grande campanha de conscientização sobre segurança do trânsito, terminou em Rio do Sul com uma abordagem realizada no centro de Rio do Sul. Em pouco mais de uma hora, cerca de 150 motoristas receberam um brinde educativo da campanha e puderam ter mais noções sobre a necessidade de um trânsito mais seguro, reduzindo acidentes e o número de vítimas.

A campanha Maio Amarelo chegou ao 10º ano de realização e em Rio do Sul, tem a colaboração da Polícia Rodoviária Federal, Guarda Municipal, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Departamento de Trânsito, Procon e Polícia Científica.

Durante o mês, a equipe se dividiu em atividades como palestras e blitzes educativas levando o tema principal dos 10 anos do Maio Amarelo, que é “No trânsito, escolha a vida”.

Ao longo do mês, cerca de 650 abordagens a veículos foram realizadas, também entregando material educativo e conversando com motoristas sobre a responsabilidade de cada um para um trânsito mais seguro.

Responsabilidade no trânsito

Os acidentes e mortes no trânsito ainda são uma realidade alarmante no Brasil. Segundo dados do Ministério da Saúde, anualmente, ocorrem cerca de 40 mil mortes no trânsito. Além disso, muitas pessoas sofrem lesões graves ou permanentes em acidentes de trânsito, o que impacta não apenas a vida delas, mas também de suas famílias e da sociedade como um todo.

É necessário adotar comportamentos seguros no trânsito, como respeitar os limites de velocidade, não dirigir sob efeito de álcool ou drogas, usar o cinto de segurança, cumprir as leis de trânsito e estar atento às condições das vias.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) ressalta que a segurança no trânsito é uma responsabilidade de todos, não apenas dos motoristas, mas também de pedestres, ciclistas e motociclistas. O respeito pelas leis de trânsito e a adoção de comportamentos seguros ao utilizar as vias públicas são imprescindíveis para evitar acidentes e mortes.

As leis em níveis nacional, estadual e municipal que relacionam à direção sob efeitos do álcool, uso de cinto de segurança, limites de velocidade, capacetes e sistemas de retenção para crianças devem ser cumpridas e, assim, resultar na redução das mortes e lesões no trânsito.