Saldo de novos empregos em Rio do Sul é recorde entre janeiro e maio

Dados levam em conta contratações com carteira assinada, sendo o melhor da história da cidade. País se aproxima de emprego pleno com 7,1% de desempregados

0
16
Google search engine

De janeiro a maio deste ano, Rio do Sul teve um saldo positivo de 1.748 vagas de trabalho com carteira assinada. O número leva em conta o total de admissões no período (9.477), descontadas as demissões (7.729), resultando no melhor saldo de novas vagas desde que o Caged, ligado ao Ministério do Trabalho, disponibiliza este tipo de levantamento. Até então, os cinco primeiros meses do ano com melhores números eram em 2021, logo após o primeiro ano da pandemia.

Os setores que mais contrataram e, consequentemente com melhor saldo, foram o de serviços (1.044 vagas), indústria (445), comércio (233) e construção civil (23). Somente o setor agropecuário, com raros registros com carteira assinada, teve registro negativo de 5 vagas. No total, Rio do Sul tem 31.903 pessoas empregadas e com registro oficial, de acordo com o Ministério do Trabalho.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico de Rio do Sul, Paulo Fiamoncini, as empresas rio-sulenses estão buscando mais mão de obra, superando adversidades após as enchentes do final do ano passado, quando o volume de demissões foi bastante considerável.

“Percebemos uma movimentação importante, com ampliação dos quadros de funcionários, novas empresas surgindo e aumento da formalização do emprego. Isso é muito significativo para Rio do Sul, que sempre teve números sólidos de crescimento e valorização do mercado de trabalho”, destacou.

Saldo de carteira assinada – Janeiro a maio
2020: -207 vagas
2021: 1.655 vagas
2022: 1.006 vagas
2023: 645 vagas
2024: 1.748 vagas