Artigo acadêmico – Formação docente e prática educativas

A educação é parte integrante do nosso construir-se humano.

0
2192
Google search engine

Nome: Cleiton da Silva – Professor: Fábia Gorete Martins Peron

Pós-graduação “Lato Sensu”

Curso: Práticas pedagógicas interdisciplinares nas áreas da educação.

Formação docente e prática educativas

A educação é parte integrante do nosso construir-se humano, quando o homem se educa ele amplia seu conhecimento, e por isso passa a ser mais em meio há os outros. Quando temos contato com uma cultura temos nossos parâmetros de julgamento que nos leva a conhecer a cultura aleia ou de outra sociedade, quando nos educamos conhecemos outras educações da qual não podemos fazer parte por ser particular ou por ser longe como é o caso de mestrados, muitas vezes o que falta é recursos para nos educar. Quando pensamos em educar pensamos que a educação está ligada a uma instituição como por exemplo a pós-graduação, ou a o estado, mas às vezes ela é simples expressão do nosso ser, nos educando por si só e para sermos mais. Então como não falar em uma autonomia em se educar e se conhecer, o homem se educa para controlar a natureza por exemplo nos cursos técnicos como por exemplo no de informática ou nas engenharias.

Um projeto de educação passa pela escola mas quando não estamos presentes nela um projeto de educação passa por nós mesmo como é o caso do autodidata do romance de Jean-Paul Sartre; A náusea. Em que se educava nos livros em ordem alfabética na biblioteca que Roquetin o personagem principal frequenta. Eu tenho um projeto de educação quando não estou na escola que é estudar manuais de filosofia, psicologia e sociologia e livros em relação ao assunto.

Quando pensamos em educação pensamos que existem várias formas e propostas de se educar para mim a educação nunca acaba sempre podemos nos educar mais para a vida e para a filosofia. Alguns teóricos como Émile Durkleim a educação tem uma função e depois de nos educar somos um tipo de mão de obra para o estado ou para a sociedade orgânica. Não reclamo muito dessa educação porque ela já dura a anos, mas também é de se ver que ela se origina principalmente na sociedade capitalista orgânica. Eu me vejo como revolucionário perante essa visão de mundo funcionalista mesmo ela durando a muitos anos. Não penso em mexer muito as estruturas orgânicas da sociedade, mas penso que a educação pode dar passos a mais nos educando por mais tempo eu mesmo pretendo me educar por muitos anos. O problema é a escola com sua organização rígida não permite que educadores mais libertários possam fazer parte o que sobra é a internet como espaço para estar se educando e para estar avisando as pessoas da educação libertadora que se pode ter com o pensamento crítico e filosófico ligado a computação e do ciberespaço.

Eu mesmo sou um pensador marxista e peno que a educação pode estar ligada a essa linha de pensamento mas acho interessante a linha ligada a anarquia principalmente pela sua linha libertária e de autonomia e de alto conhecimento e autárquica. Em uma sociedade democrática em que vivemos podemos pedir mais a os políticos e podemos ter proposta de educação dada por alguns políticos que fazem avanços defendendo a educação tradicional e continuada acho que deve ter essa educação ou proposta da democracia por parte dos nossos políticos se não vamos viver em uma sociedade anomica em que propostas de educação mais rígidas e mais dedicadas querendo dar aos cidadãos mais escolaridade ficara para trás. A escola tem que ser um espaço crítico e de formação mas para que aja mudanças é necessário a sociedade democrática ser crítica e que aja entre os políticos entendimento que os Brasileiros tem direito a educação de qualidade e pública que atenda uma faixa etária maior que inclua pesquisadores da sociedade e do pensamento entre os objetivos de dirigentes.

Eu já estive na escola por duas vezes e achei bom só que tive problemas talvez por não estar habituado a escola com suas normas em fim não me senti muito preparado e com a falta de formação que o estado apresenta não é normal encontrar professores jovens que em vez de estar se preparando mais já estão dando aulas. O estado deve preparar mais e a democracia deve estar atenta para isso a escola é um lugar de se preparar e de alterar a vida para uma vida melhor se ela não preparar uma educação melhor estaremos fadados a acreditar na educação autárquica e autonômica perdendo todo encanto das escolas tradicionais com sala de aula e ambientes de recreação e esporte. É necessária uma nova escola uma escola libertadora e que dê mais formação para isso é necessária uma escola diferente que prepare cidadão para uma democracia que tenha como inovação escolas em tempo integral que eduquem para a vida e para a tecnologia.