Agricultura Familiar terá juros menores no Plano Safra 2024/25

R$ 85,7 bilhões para o setor entre crédito e outros programas

0
20
Google search engine

Com taxas que variam de 0,5% a 6%, o Plano Safra da Agricultura Familiar 2024/2025 vem com juros ainda menores. Dez linhas de financiamento tiveram redução, duas de custeio e oito de investimento:

Pronaf Custeio – produtos da sociobiodiversidade (como babaçu, jambu, castanha do Brasil e licuri): de 3% para 2%.

Pronaf Custeio – produção de alimentos como feijão, arroz, mandioca, leite frutas e verduras: de 4% para 3%.

Pronaf Floresta (Investimento): de 4% para 3%.

Pronaf Semiárido (Investimento): de 4% para 3%.

Pronaf Mulher (Investimento): para as agricultoras com renda familiar bruta anual de até R$ 100 mil: de 4% para 3%.

Pronaf Jovem (Investimento): de 4% para 3%.

Pronaf Agroecologia (Investimento): de 4% para 3%.

Pronaf Bioeconomia (Investimento): de 4% para 3%.

Pronaf Produtivo Orientado (Investimento): de 4% para 3%.

Pronaf Mais Alimentos (Investimento): Redução de 5% para 2,5% para compra de máquinas de pequeno porte, que ganhou uma sublinha dentro do Pronaf Mais Alimentos.

Maior investimento da história

O Governo Federal, confirmou, durante o lançamento oficial do Plano Safra 24/25, que a agricultura familiar deve contar com R$ 85,7 bilhões, 10,30% maior que do ano passado e maior volume da história.

Para o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), serão destinados R$ 76 bilhões, com R$ 1 bilhão no Garantia-Safra, R$ 2,4 bilhões para compras públicas, R$ 5,9 bilhões no ProAgro Mais, R$ 307 milhões para Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) e R$ 100 milhões ao Ecoforte, para promover o fortalecimento e ampliação das redes de agroecologia e produção orgânica. Somados, esses recursos somam então R$ 85,7 bilhões.