Rio do Sul – Ministério da Saúde e prefeitura iniciam campanha de vacinação bivalente contra a Covid-19

Unidades de saúde já recebem pessoas com 70 anos ou mais, abrigados em instituições de longa permanência e imunossuprimidos

0
478

Rio do Sul iniciou a campanha de vacinação bivalente contra a Covid-19, que protege contra a cepa original do coronavírus e as subvariantes ômicron. Pessoas com idade igual ou superior a 70 anos e os abrigados em Instituições de Longa Permanência e imunossuprimidos são os primeiros a ter direito à imunização.

A ação é realizada em parceria com o Ministério da Saúde e tem como objetivo imunizar a população neste período que antecede o inverno. A bivalente traz a proteção contra as novas variantes da Covid-19, responsáveis pelo aumento do número de casos que ocorreu no último ano, e a distribuição das vacinas segue a orientação do Ministério da Saúde, através da Nota Técnica.

Em Rio do Sul, o público-alvo deve procurar de segunda a sexta-feira a Policlínica, das 8h às 16h30, ou as unidades de saúde dos bairros com Salas de Vacina dos bairros Bela Aliança, Budag, Bremer, Canta Galo, Fundo Canoas, Progresso, Santana, Santa Rita e Taboão, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h30. Para receber a vacina, é necessário apresentar um documento de identificação e o cartão de vacinação.

Para a vacinação, é necessário que a pessoa tenha concluído, pelo menos, o esquema primário da vacinação contra a Covid-19, composto pelas duas primeiras doses ou dose única das vacinas monovalentes há, pelo menos, quatro meses. A meta do Ministério da Saúde é que 90% da população-alvo de cada grupo, apesar de não haver estimativa oficial de cada público na capital do Alto Vale.

Segundo a secretária de saúde, Roberta Hochleitner, o objetivo do reforço com a vacina bivalente é expandir a resposta imune específica às variantes e melhorar a proteção da população. “Apesar de ampla cobertura vacinal contra a Covid-19 já realizada nos últimos anos em Rio do Sul, é importante termos os grupos mais vulneráveis com as vacinas em dia e protegidos”, garante.

Fases da campanha

Fase 1: Pessoas com 70 anos ou mais, abrigados e trabalhadores das ILPIs, pacientes imunocomprometidos com 12 anos ou mais; e a população das comunidades indígenas e quilombolas também acima dos 12 anos.

Fase 2: pessoas de 60 a 69 anos de idade – Previsão de início em 6 de março

Fase 3: gestantes e puérperas – Previsão de início em 20 de março

Fases 4 e 5: Trabalhadores da saúde; Pessoas com deficiência permanente. Privados de Liberdade e funcionários do Sistema prisional – Previsão de início em 17 de abril

Locais de vacinação em Rio do Sul

Policlínica – Centro

UBS Bela Aliança

UBS Budag

UBS Bremer

UBS Canta Galo

UBS Fundo Canoas

UBS Progresso

UBS Santana

UBS Santa Rita

UBS Taboão