Sábado tem “Dia D” de vacinação contra a gripe em Rio do Sul

Todas as unidades de saúde estarão abertas para atender o público-alvo das 8h às 17h

0
1274
Google search engine

Neste sábado, 6 de maio, a população que está apta para ser vacinada contra a gripe, pode procurar uma das unidades com Sala de Vacina ou a Policlínica em Rio do Sul, no primeiro “Dia D” da campanha nacional de imunização. O atendimento vai das 8h às 17h, sem fechar para o almoço, sendo necessário levar documento pessoal e carteira de vacinação.

Os locais são a Policlínica ou as unidades dos bairros Barra do Trombudo, Barragem, Bela Aliança, Bremer, Budag, Canta Galo, Fundo Canoas, Progresso, Santa Rita, Santana e Taboão. No local, o paciente poderá ainda fazer uma atualização de vacinas, caso necessário.

O público-alvo da campanha é formado por 12 grupos prioritários: crianças de seis meses a seis anos incompletos, gestantes, puérperas, idosos com 60 anos ou mais, doentes crônicos, pessoas com deficiência permanente, professores, trabalhadores da saúde e das forças de segurança, além de motoristas de transporte coletivo, caminhoneiros e povos indígenas.

Até o momento, cerca de 3,9 mil pessoas já foram imunizadas em Rio do Sul, correspondendo a aproximadamente 18% de alguns grupos prioritários. O Ministério da Saúde não possui os dados totais do público-alvo da campanha.

A vacina contra a gripe Influenza é recomendada neste período de outono para os grupos mais vulneráveis pois cria uma imunidade mais próxima no inverno. A secretária de Saúde, Roberta Hochleitner alerta que no período mais frio do ano, a gripe é mais comum e se propaga mais facilmente, especialmente em ambientes fechados e com aglomeração de pessoas.

“Reforçamos o convite aos moradores para que aproveitem o sábado e visitem as unidades de saúde. Nossas equipes estão se preparando para atender com muito carinho e também disponíveis para orientações sobre outras vacinas que podem ser feitas também no período”, lembra Roberta.

Grupos prioritários da campanha de vacinação contra a gripe

– Crianças de 6 meses a menos de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias).
– Pessoas com 60 anos ou mais
– Trabalhadores da saúde dos serviços públicos e privados, nos diferentes níveis de complexidade.
– Gestantes
– Puérperas – Mulheres que tiveram bebê há menos de 45 dias
– Professores do ensino básico e superior
– Profissionais das forças de segurança
– Pessoas com deficiência permanente
– Caminhoneiros
– Trabalhadores de transporte coletivo urbano e de longo curso
– Pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais: Doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença hepática crônica, diabetes, imunossupressão, obesidade grau III, transplantados e portadores de trissomias.
– Povos indígenas